Atriz desaparece no Natal e é encontrada morta; suspeito de assassinato está preso

Extra - A atriz Tricia McCauley, de 46 anos, desapareceu no dia de Natal e foi encontrada morta nesta terça-feira, em Washington, nos Estados Unidos. O corpo estava dentro do carro dela. A morte foi por estrangulamento. O suspeito do crime, Adrian Duane Johnson, de 29 anos, está preso. Segundo um comunicado do Departamento de Polícia Metropolitano, Tricia foi morta por estrangulamento e no corpo havia sinais de espancamento. As informações são do "Washington Post".

Amigos de Tricia notaram seu desaparecimento depois que a atriz faltou a uma apresentação de Natal a qual costumava ir havia 15 anos. Mas somente no dia seguinte notaram que a situação era grave: Tricia perdeu um voo que faria para visitar a família. O caso foi então registrado na polícia local e começou uma mobilização em redes sociais à procura de notícias dela.

Os investigadores ainda não sabem exatamente o que aconteceu, mas acreditam que Tricia e Adrian não se conheciam anteriormente e que a morte pode ter ocorrido durante um assalto. O suspeito foi visto por testemunhas que o viram ao volante do carro da atriz - identificado graças a um adesivo onde havia escrito "Plant more plants" (Plante mais plantas, em tradução livre).

Quando os agentes localizaram o veículo, ele estava estacionado. Adrian foi encontrado perto do local, numa loja. Abordado, ele deu as chaves do carro aos investigadores que, quando abriram as portas, encontraram o corpo de Tricia.

Adicionar legenda

Após a morte ser confirmada, o irmão da atriz, Brian McCauley, fez um post emocionado no Facebook: "Tricia se foi, eles encontraram seu corpo. Obrigado a todos por seu trabalho, apoio e amor, à toda sua família de Washington, eu sei que ela realmente pensou em vocês desse jeito, obrigado por estarem lá por ela durante todos esses anos", diz o texto reproduzido pela "US Weekly".

Tricia se tornou famosa por ter sido a substituta da atriz Jenna Dewan Tatum nos ensaios do filme "Ela Dança, Eu Danço", de 2006. Ela também estrelou os curtas-metragens "The Paper Girl", de 2000, e "Never Dream: The Beginning", de 2012. Ela também trabalhava como instrutora de ioga. Nesta terça, foi feita uma vigília à luz de velas em homenagem a ela no local.

Suspeito tinha ficha criminal

Adrian Duane Johnson tem um longo registro de prisões, principalmente por roubo e crimes não-violentos. Arquivos da Justiça têm anotações de possíveis doenças mentais que ele possa sofrer, mas sempre foi julgado como uma pessoa sã, informou o "Washington Post".

Russell Dixon, padrasto de Johnson, disse aos jornal que o enteado que Johnson estava vivendo nas ruas e sofria de problemas mentais. Ele negou já ter visto o rapaz agir de modo violento: "Eu nunca vi nenhuma agressão".

Comoção nas redes

A morte de Tricia causou uma comoção nas redes sociais. Dezenas de pessoas lamentam e destacam a violência do assassinato em contraste com a personalidade meiga da atriz. Duas páginas foram criada no Facebook em homenagem a ela.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS - CONFIRA AQUI