Delegado pede R$ 350 mil para soltar traficante e aceita parcelar em três vezes; Vídeo



R7.com - Um delegado da Polícia Civil de Belo Horizonte é suspeito de pedir propina de R$ 350 mil para liberar um traficante. Um áudio revela a suposta negociação entre o bandido, a advogada dele e o o titular de uma delegacia da região de Venda Nova, na capital mineira.

Leonardo Estavam é o delegado que estaria envolvido no esquema e seria o suspeito de interferir nas investigações e livrar o traficante das acusações. Em determinada parte da gravação a advogada chega a oferecer R$ 100 mil reais para o policial soltar o cliente dela. Apesar da oferta da defensora, o suposto policial recusa e chega a pedir um valor mais alto, alegando que várias pessoas seriam envolvidas no processo.

— Fora a turma aqui, que não é pequena, tem o regional, tem o subinspetor, tem toda a turma que eu tenho que deixar quieto no canto.

O policial chega a propor o valor de R$ 350 mil e explica a forma de pagamento, que seria parcelada.

— Se você tivesse chegado para mim: Doutor, trezentos e cinquenta (R$ 350 mil) na mão aqui. Ta aqui. Menos que isso fica difícil

— Tem cem [R$ 100 mil] aqui. Tem cem agora, antes do natal, tem cem em janeiro.

Segundo a Polícia Civil, a gravação foi encaminhada para a perícia para análise e também para verificação de autenticidade e que a denúncia foi encaminhada à corregedoria. Além disso, já foi pedido o afastamento do servidor até o término das apurações. Procurada, a advogada do traficante não quis gravar entrevista e nem ser identificada. Ela apenas respondeu que as medidas necessárias já foram tomadas junto aos órgãos competentes.

Veja mais:

ÚLTIMAS NOTÍCIAS