Padrasto que estuprava e ameaçava menina de 10 anos em MT é preso em flagrante

HojeNews - Um homem foragido da Justiça foi preso por estupro de uma menina de 10 anos em Tangará da Serra (MT) pela Delegacia Especializada de Defesa da Mulher (DDM).

O suspeito, S.G.J., 41, foi autuado em flagrante por estupro de vulnerável, cometido contra sua enteada de apenas 10 anos, que também era constantemente ameaça pelo envolvido. Ainda contra o preso, havia um mandado de prisão em aberto pelo crime de homicídio praticado no município de Juína (735 km a Noroeste).

A mãe da vítima procurou a Polícia Civil, na manhã de terça-feira (06), após flagrar o seu companheiro tentando abusar sexualmente da sua filha. A mulher relatou que estava dentro do quarto se arrumando, no momento em que os abusos ocorriam do lado de fora, e que nunca tinha desconfiado de nada.

Diante dos fatos, menina de 10 anos foi atendida pela equipe psicossocial da Delegacia de Defesa da Mulher de Tangará da Serra. A criança contou que o suspeito havia acabado de tentar abusar novamente dela com carícias em suas partes intimas.

Em depoimento prestado a delegada, Liliane Soares Diogo, a menor afirmou que o autor sempre dizia que iria matá-la, caso ela contasse para alguém, fazendo gestos que cortaria o seu pescoço com uma faca. Segunda a vítima, os abusos aconteciam desde os seus 4 anos de idade.

“Além de outras ameaças, o suspeito falava que se um dia fosse preso quando saísse da prisão, iria matar mãe e filha”, comentou a delegada Liliane Soares.

Diante da gravidade dos fatos, a vítima foi submetida a exame de corpo de delito, sendo o laudo pericial constatado os crimes de violência sexual com conjunção carnal e ruptura antiga.

Em seguida, uma equipe de investigadores de polícia se deslocou até uma construção no bairro Jardim Paraíso, local de trabalho do suspeito, e realizou a prisão em flagrante dele.

A Delegacia Especializada de Defesa da Mulher destaca a importância de denunciar esses tipos de crimes, pois trazem grandes prejuízos psicológicos para as vítimas. (Com assessoria)

ÚLTIMAS NOTÍCIAS