Policia recupera quase 300 cabeças de gado 'compradas' com cheques sem fundos em Colíder e Nova Canaã



HojeNews - A Polícia Civil desarticulou em Goiás uma quadrilha que aplicou golpe de mais de R$ 2 milhões na compra de gado nelore com cheques sem fundos em quatro fazendas de Colíder, Nova Monte Verde, Nova Canaã do Norte e Carlinda.

A operação aconteceu entre os dias 7 a 8 de dezembro, em Morrinhos (GO), após os pecuaristas denunciarem a venda do gado sem recebimento do pagamento.


Foram apreendidas 292 cabeças de gado furtadas pela quadrilha, das quais 192 e confiscadas 100 por decisão judicial da comarca de Nova Monte Verde.

Os investigadores descobriram que 202 cabeças de gado foram levadas para a Morrinhos (GO) e compradas por J I C F (51) por R$ 195 mil, à vista, que, posteriormente, fez a revenda a outros produtores locais. 

O fazendeiro negou a participação nos crimes e alegou ser terceiro de boa-fé. Mas o delegado Ruy Guilherme, de Nova Canaã do Norte, acredita que "há, sim, fortes indícios de sua participação ante os elementos de informação já colhidos".

O suspeito foi preso em Goiânia acusado de integrar a quadrilha que aplicou golpes em propriedades de Nova Canaã do Norte, Colíder, Nova Bandeirantes, Apiacás, Primavera do Leste e Barra do Garças.


Um funcionário da fazenda de J I C F foi flagrado com uma espingarda calibre 32.

O delegado Ruy Guilherme Peral da Silva informa que estão foragidos Rodrigo Agostinho França, João Rosado Filho e Marcos Paulo Mariano da Silva.


A operação envolveu a Delegacia da Polícia Civil de Canaã, o Grupo Armado de Resposta Rápidas (Garra) de Alta Floresta, a  Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO) e a Polícia Civil de Morrinhos, em Goiás.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS