Postos no norte de Mato Grosso ficam sem combustíveis devido a atoleiros em estradas



G1MT - Devido às más condições das três estradas que dão acesso ao município de Aripuanã, a 976 km de Cuiabá, os postos da cidade estão sem combustível há pelo menos três dias. Segundo o prefeito do município, Ednilson Luiz Faitta (PMDB), as chuvas que caíram nos últimos dias causaram atoleiros e prejudicaram o abastecimento na cidade.

Em nota, o governo informou que serviços de urgência estão sendo feitos na região por causa do período chuvoso.

As três estradas que dão acesso ao município, sendo elas BR-174, MT-208 e MT-183, são de terra. Todas elas, segundo o prefeito, estão em más condições de conservação e não tiveram manutenção recentemente. “Choveu muito esses últimos dias. Somando isso à falta de manutenção causou tudo isso”, disse Faitta.

Com os atoleiros, os caminhões que fazem o abastecimento de combustível não conseguem chegar ao município. Ao todo, a cidade tem cinco postos. De acordo com o funcionário de um dele, Edenilson Carvalho, os estoques de gasolina e etanol já acabaram.

“Só um posto da cidade ainda tem os produtos para vender. As filas já estão dando volta e os clientes estão aborrecidos”, disse.

Os serviços públicos devem ser afetados com a falta de combustível, segundo a prefeitura. “Se não tiver gasolina vai para coleta de lixo, transporte de alunos. Os produtores da região também devem sofrer para fazer o escoamento da produção”, afirmou.


Além das estradas que dão acesso ao município, o desvio feito para tentar solucionar a situação apresenta problema, de acordo com o prefeito. “O desvio passa por cima do Rio Canama. A ponte precisa ser reconstruída, porque se a chuva continuar, a região vai ficar isolada”, disse.

Segundo a Secretaria Estadual de Infraestrutura e Logística (Sinfra), está prevista a pavimentação de 56 quilômetros da BR-174, em Mato Grosso. No entanto, não há prazo para a construção.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS - CONFIRA AQUI