Taques quer PP no governo, mas Maggi diz que partido "não tem interesse” em participar


Olhar Direto - O ministro da Agricultura, Blairo Maggi (PP), afirmou nesta sexta-feira (09) que recusou uma proposta do governador Pedro Taques (PSDB) para que o Partido Progressista (PP) participasse de sua gestão. De acordo com Maggi, a sigla não “interesse” em participar do governo, uma vez que não pode oferecer nada em troca.

“O governador sondou ao meu partido, mas nós não temos nenhum parlamentar estadual. Não temos muito como ajudar o governo em termos de voto na Assembleia. Não temos essa capacidade. Então eu disse a ele que não temos interesse porque não temos nada para dar em troca”, falou Maggi após reunião no Palácio Paiaguás.

Durante a mesma reunião, Taques já havia adiantado que convidou integrantes do partido para participarem da administração tucana. Segundo informou, os progressistas seriam muito “bem vindos” no governo.

“O PP esteve conosco em 2014. O deputado Ezequiel Fonseca é do PP, os prefeitos do PP todos estão na nossa base. O PP é muito bem vindo ao nosso governo. Nós já conversamos com Ezequiel sobre isso, mas isso depende da posição dele lá em Brasília, que ele tem feito um belo trabalho lá”, comentou Taques referindo-se ao presidente estadual do partido, o deputado federal Ezequiel Fonseca (PP).

Em novembro, durante encontro estadual do partido, Ezequiel Fonseca chegou a afirmar que o PP não participaria mais do governo Taques. Na ocasião, Ezequiel informou que já havia negado convite do governador para assumir uma secretaria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS - CONFIRA AQUI