Policiais militares salvam recém-nascida de 3 dias que se afogou em caixa d'água em MT

G1MT - Uma recém-nascida foi salva por policiais militares nesta sexta-feira (27) depois de ficar submersa em uma caixa d'água, na casa dos pais, em Alto Boa Vista, a 1.064 km de Cuiabá. De acordo com a Polícia Militar, a menina tem 3 dias de vida e ficou quase 7 minutos dentro da água. Os policiais fizeram procedimentos de reanimação e salvaram o bebê. A Polícia Civil investiga como a criança foi parar dentro da caixa d'água.

Segundo o tenente Marcelo de Oliveira Conde, um dos policiais que estava na ocorrência e que ajudou a reanimar o bebê, a mãe da criança teria se ausentado para tomar banho. O outro filho da moradora, de 8 anos, estava assistindo televisão na sala. Uma tia do bebê chegou ao local e chamou a polícia ao não encontrar a criança.

O quartel da PM fica a poucos metros da casa onde a criança se afogou. A caixa d'água estava cheia e fica no chão da residência.


“Quando chegamos os pais estavam com a criança no colo, porém, ela estava roxa e com as vias respiratórias obstruídas. O pai informou que tinha tirado a criança de dentro da caixa d'água. Ela ficou submersa na água por cinco a sete minutos. Quando pegamos a criança, [percebemos que] ela não estava respirando. Usamos a manobra de Heimlich, com a cabeça voltada para baixo e conseguimos desobstruir as vias aéreas”, declarou o tenente.

Ao receber o atendimento, a recém-nascida esboçou reação e expeliu a água que havia ingerido. O bebê foi levado para uma unidade de saúde na cidade, onde recebeu atendimento dos médicos.

O estado de saúde da criança foi estabilizado, conforme a PM. A previsão era de que a criança fosse transferida para outro município para exames complementares. “Não imaginávamos que seria impactante dessa forma. Foi a ocorrência mais emocionante que já tive”, disse o tenente.

Segundo o delegado Valmon Pereira, os policiais militares e civis estavam se preparando para uma operação, momentos antes de serem informados do afogamento.

“Os policiais militares prestaram socorro e nós fomos checar os relatos, conversar com a mãe. Não descartamos nenhuma hipótese. A criança voltou a respirar e ficou em observação. A ação deles mostra que os policiais exercem e cumprem diariamente a missão deles, além do ato da segurança pública”, comentou.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS