Colíder: Curso ensina agricultor a administrar a propriedade rural; vereador Marquinhos e secretário Paulo Tita participam

O vereador Marcos Aragão, o Marquinhos (PSD), e o secretário adjunto de Agricultura Paulo Oliveira da Costa, o Paulo Tita, participaram nesta segunda-feira (27/02), no Centro de Eventos de Colíder, da segunda aula do curso Negócio Certo Rural, realizado pelo o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) em parceria com a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Rural e com apoio da Câmara Municipal.

O curso capacita os produtores rurais em técnicas de planejamento e de administração. O objetivo é estimular a inovação e diversificação de produtos e serviços já existentes nas propriedades e criar novas oportunidades econômicas. Após os encontros de capacitação, também acontecem seis horas de consultoria individual na propriedade dos participantes.


Marquinhos, que é produtor leiteiro, separou uma área de dois alqueires da propriedade de 17 alqueires da família para criação das vacas no sistema de piquetes com o uso de silagem para reforçar a alimentação. O sucesso aconteceu logo na primeira semana, com um aumento de 25 litros de leite na produção total. A meta é produzir 400 litros diários.

“Fiz um barracão para tratar os animais, dividi a pastagem em 15 piquetes e reservei uma pequena área para a produção de silagem. Também tenho uma represa para irrigar toda a área. Também reservei um pedaço para construir uma sala de ordenha. Minha intenção daqui a uns três anos é pasteurizar e embalar o leite na propriedade”, disse o vereador durante uma breve explanação do seu projeto empresarial rural.



Oportunidades de negócios

A administradora Gelsi Sivieiro, consultora do Sebrae e do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), enfatiza que o curso trabalha a gestão da propriedade rural. “A gente orienta cada proprietário a conhecer o seu patrimônio através de um diagnóstico da propriedade. Em seguida, trabalhamos as potencialidades que há na região e as oportunidades que essa propriedade pode oferecer”, disse. 


“Queremos que o agricultor veja a sua propriedade como uma empresa e que identifique o que ainda não está utilizando. E nós vamos ajuda-lo a olhar para fora para ver o que o mercado poderia absorver desse seu potencial. Ou seja, vamos identificar as oportunidades de negócio”, explica a consultora.

Vantagens econômicas

A metodologia do curso Negócio Certo Rural foi ambientada pelo Sebrae para o universo agrícola, visando orientar o produtor a identificar áreas de investimento, analisar a viabilidade do negócio, elaborar plano de negócio e gerenciar o empreendimento. 


Paulo Tita comenta que os conceitos, as dicas, os exemplos e as tarefas práticas do curso são fundamentais para que o produtor rural possa melhorar os lucros na sua propriedade. “O curso explica tudo aquilo que você deve colocar dentro da propriedade, conhecendo o seu potencial e aumentando a sua renda. Mudar o foco da produção e diversificar é importante. Você tem o leite, tem o peixe, a fruta, sempre tem alguma coisa para você vender”, enaltece o titular da Secretaria Adjunta de Agricultura.

O vereador Marquinhos diz que a iniciativa do Sebrae e da Secretaria de Desenvolvimento Econômico motiva o pequeno agricultor a revitalizar a produção e diversificar a economia em sua propriedade. “Pode, até mesmo, descobrir outros empreendimentos viáveis que estão ao seu alcance, como fruticultura, floricultura, mel, piscicultura ou uma pequena agroindústria artesanal”, pontua.

Fonte: Assessoria de Imprensa da Câmara de Colíder

ÚLTIMAS NOTÍCIAS