Suspeito de matar policial militar morre em confronto com policiais em Mato Grosso

G1MT - O 2º suspeito que teria envolvimento na morte de um policial, no começo desta semana em Sinop, a 503 km de Cuiabá, foi morto na noite desta sexta-feira (3) após confronto com forças policiais em uma região de mata no município de Cláudia, a 608 km da capital. De acordo com a Polícia Militar, o suspeito estava armado e houve tiroteio. O soldado Fábio Zampirão, de 26 anos, foi morto ao ser baleado em casa na segunda-feira (30). Um outro suspeito também foi morto em uma abordagem no mesmo dia.

Segundo a PM, o novo confronto ocorreu por volta de 23h [horário de Mato Grosso]. Um grupo de aproximadamente 60 policiais estava há cinco dias numa região de mata em Cláudia. A operação contava com integrantes da Força Tática, Batalhão de Operações Especiais (Bope) e Ronda Ostensiva Tática Móvel (Rotam).

As buscas foram feitas durante o dia e suspensas no período da noite. Os policiais fazem demarcações para poder retomar as buscas ao clarear do dia. No entanto, o suspeito teria saído dessa área observada pelos policiais e se deparado com alguns dos militares. Armado, o suspeito atirou contra os policiais, que também dispararam.

Ele foi atingido e socorrido pela polícia até um hospital de Cláudia. No entanto, ele não resistiu aos ferimentos e morreu durante o socorro. Conforme a PM, o suspeito foi identificado como Marcos Antônio dos Santos, de 23 anos. Ele estava com uma pistola calibre 380. O armamento, de acordo com a PM, foi furtado de um oficial de Justiça em Cláudia, em dezembro do ano passado.

Com a morte do segundo suspeito, a Polícia Civil de Sinop continua a investigação para saber se o policial, de fato, foi morto em uma situação de tentativa de roubo ou se o crime ocorreu porque o soldado era um agente da segurança pública. A arma apreendida com o suspeito deve passar por uma perícia para apurar se foi a arma usada para matar o policial.

Marcos respondia a processos criminais por roubo em Sinop e Cláudia. Ele também já foi condenado pelo mesmo crime em Mato Grosso. Antes de ser morto no confronto, o suspeito fugiu de dois cercos da PM e trocou tiros durante as buscas nos primeiros dias.


Morte

O soldado da PM, Fábio Zampirão, de 26 anos, foi morto na segunda-feira (30) depois de ter sido baleado em casa em Sinop. A suspeita inicial é que o assassinato tenha sido cometido durante uma tentativa de assalto à residência, cometido por dois criminosos. Um dos suspeitos foi morto durante as diligências no mesmo dia ao entrar em confronto com policiais militares.

Nove pessoas morreram no período de 24 horas em Sinop após a morte do policial militar. Na terça-feira (31) o secretário de Segurança Pública de Mato Grosso, Rogers Jarbas, disse ter determinado a realização de uma força-tarefa composta por representantes das instituições de segurança e policiais de outros municípios.

Segundo ele, a Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros e Politec [Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) estão atuando na força-tarefa, dando suporte ao comando regional.

A informação levantada até o momento, de acordo com o secretário, é que muitas mortes têm relação com o tráfico de drogas. As forças de segurança investigam se os outros homicídios têm alguma relação com a morte do policial.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS