Educadores de Colíder se mobilizam nesta quarta-feira contra a reforma da previdência

Educadores de Colíder realizam nesta quarta-feira (15/03), nas dependências da Escola Municipal Fabio Ribeiro da Cruz, um movimento de apoio à greve geral convocada pela Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE).

Os vereadores foram convidados para a mobilização, que começa às 7h30, com um café da manhã, e reivindica a não aprovação da reforma previdenciária proposta pelo governo federal e o cumprimento do piso salarial dos professores.

“Convidamos não só os educadores, mas todos os trabalhadores a se juntarem à causa. Todos sairemos perdendo com a aprovação da Reforma da Previdência. Nós não podemos deixar isso acontecer”, afirma a vereadora Edina Martins de Oliveira (PT).

Conforme a parlamentar, que é presidente da subsede do Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso (Sintep/MT) em Colíder, a reforma da previdência castigará a classe trabalhadora e os mais pobres do país.

PISO SALARIAL

Já o novo valor do piso salarial foi anunciado pelo governo no dia 12 de janeiro e passou de R$ 2.135,64 para R$ 2.298,80. Para a CNTE, o valor do piso é insatisfatório.

A reforma traz ainda o aumento da idade mínima para aposentadoria, que será de 65 anos para homens e mulheres, além da exigência de 49 anos de contribuição.

SEMINÁRIO

E nesta quinta-feira (16), na sede do Sintep/MT, em Cuiabá, a vereadora Edina participa do Seminário Estadual contra a Reformas da Previdência e do Ensino Médio.

Fonte: Assessoria de Imprensa da Câmara de Colíder

ÚLTIMAS NOTÍCIAS