Três acusados pela morte de sargento durante assalto são presos em Mato Grosso

G1MT - Três homens foram presos neste sábado (4) em Cuiabá suspeito de assassinarem o sargento da Polícia Militar Carlos Venero da Silva, de 60 anos, durante uma tentativa de assalto. Dois dos presos já haviam sido presos, mas liberados em seguida. O crime ocorreu em uma sorveteria no Bairro São Mateus, em Várzea Grande, região metropolitana da capital, na terça-feira (28).

O sargento aposentado estava no estabelecimento com a mulher e o filho quando ocorreu o assalto. Ele teria reagido e foi baleado. O corpo dele foi enterrado na quinta-feira (2).

Dois dos presos, Lenilson Ferreira de Campos, de 22 anos, e Odenir Araújo de Almeida, 44 anos, já haviam sido levados para uma delegacia após o crime, mas liberados em seguida por falta de prova. Eles usavam tornozeleiras eletrônica. O terceiro preso, Anderson de Pinho, de 25 anos, já foi preso por tráfico de drogas.

Em depoimento, os suspeitos confessaram que planejavam roubar a caminhonete do policial que estava estacionada na sorveteria. Os assaltantes, no entanto, imaginaram que o veículo pertencia ao proprietário do estabelecimento.

Ao entrarem na sorveteria, os assaltantes foram abordados pelo policial que reagiu. Eles atiraram e fugiram do local sem levar nada. Câmeras de segurança próximas ao local flagraram a fuga dos ladrões.

Dois dos assaltantes se esconderam eu um matagal e esperaram carona para fugirem. Um deles pagou uma corrida de moto táxi para ir embora e ficou escondido na casa da sogra.

Os três presos devem responder por latrocínio. Wellington Marques Leite é suspeito de envolvimento no crime e ainda não foi preso.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS