Vereadores de Colíder vão a Cuiabá cobrar de Taques recuperação da MT-320 e investimentos no Hospital Regional e na segurança

Liderada pelo presidente da Câmara Municipal, Rica Matos (PSD), uma comitiva de vereadores de Colíder entregará ao governador de Mato Grosso na tarde desta quinta-feira (30/03), no Palácio Paiaguás, em Cuiabá, três ofícios cobrando investimentos urgentes na MT-320, no Hospital Regional e na segurança pública do município. A audiência com Pedro Taques está marcada para acontecer por volta das 14 horas.

Na saúde, os vereadores cobram o reestabelecimento imediato do atendimento em ginecologia, obstetrícia, pediatria e neonatal, ultrassonografia, tomografia no Hospital Regional de Colíder. O documento também solicita a aquisição de três ambulâncias, sendo uma equipada com UTI móvel. Outra reivindicação é a substituição do atual gestor.

Também é solicitada a retomada dos investimentos na área da segurança, com a nomeação de um delegado titular, recolhimento dos menores infratores e reestabelecimento dos programas Proerd e Bombeiros do Futuro. Os parlamentares também pedem a realização de operações policiais no município após um trabalho de inteligência para detectar líderes criminosos.

Para a MT-320, principal via de acesso a Colíder, a solicitação é pela retomada as obras de restauração da rodovia com implantação da sinalização no trecho a partir da BR-163, em Nova Santa Helena, até a cidade de Alta Floresta.


Rica Matos destaca que esta é mais uma tentativa que Colíder faz para sensibilizar o Governo do Estado sobre os problemas que afetam a população e a economia local. “Os vereadores são cobrados e nós não devemos nos acovardar. Realmente, tem que ser feito alguma coisa. Temos problemas graves na segurança pública. Na saúde, o município tenta fazer a sua parte. Mas muitas ações dependem do governo estadual, que tem que acordar, investir e mudar esse estado de coisas que prejudicam a nossa população”, comenta o presidente do Legislativo.

AÇÕES PÚBLICAS

A primeira-secretária da Câmara, Dóris Sguizardi (DEM), lamenta a crise que Colíder enfrenta na segurança e no Hospital Regional. “Nós nos sentimos impotentes e indignados, porque nós reclamamos e não conseguimos fazer com que as ações públicas sejam realizadas para diminuir tudo o que está acontecendo. Estamos indo à Cuiabá para pressionar o secretário de Segurança Pública, os nossos deputados e o governador para trazer de lá ações realmente efetivas. Principalmente, no que se refere aos menores infratores”, ressalta a vereadora.


Zé Moreira (PSD) lembra que a dívida do Hospital Regional é, atualmente, de R$ 15 milhões e que os repasses de pequeno valor efetuados pelo Estado não minimizam a crise na unidade. “Quem deve 15 milhões e paga apenas 500 mil, que diferença faz?”, questiona o vereador. “E essa é uma condição dos prefeitos: o Estado pagando essa dívida, o Consórcio Intermunicipal de Saúde assume a gestão do Regional, porque prefeitura nenhuma aguenta financiar o hospital. O governo do Estado precisa passar ao menos dois milhões e 800 mil mensais para ele funcionar”, destaca.


O vice-presidente da Câmara, Marcos Aragão (PSD), o Marquinhos, torce para que o governador Pedro Taques atenda as demandas dos vereadores de Colíder sem descriminação. “Vejo que o governador vem atendendo muitos municípios, mas apenas aqueles que tem mais votos. As cidades que tem menos votos estão desfavorecidas, não sendo atendidas nas áreas da saúde e da segurança. Ainda bem que em Colíder os policiais estão fazendo a sua parte. Infelizmente, os mesmos bandidos que assaltam hoje estão soltos amanhã”, lamenta o vereador.

Fonte: Assessor de Imprensa da Câmara de Colíder

ÚLTIMAS NOTÍCIAS