Vereadores, Noboru e Ono debatem crise financeira e atraso de salários dos médicos do Hospital Regional de Colíder

A crise administrativa e financeira do Hospital Regional de Colíder e a possibilidade de paralisação anunciada pelo corpo médico da instituição devido ao atraso de cinco meses no pagamento dos salários foram os temas principais da reunião ocorrida na tarde desta segunda-feira (6/03) entre os vereadores, o prefeito Noboru Tomiyoshi e o vice-prefeito Massahiro Ono.
Ono fez um resumo aos parlamentares sobre todos os obstáculos que ele e Noboru vem enfrentando para tentar amenizar os problemas existentes na unidade e que prejudicam a população de Colíder e dos municípios que integram o Consórcio Intermunicipal de Saúde da Região Norte.


O presidente da Câmara de Colíder, Rica Matos, informa que os vereadores também foram informados sobre o processo de transferência administrativa do Hospital Regional para o Consórcio Intermunicipal. 


Noboru disse que o governo estadual prometeu quitar todos os compromissos financeiros pendentes e entregar o Regional ao Consórcio sem dívidas ou pendências. “O consórcio não assumirá o hospital sem o governo quitar a dívida que tem”, ressalta o prefeito.


Sobre os salários atrasados dos médicos e pagamento dos fornecedores, Noboru explicou que o Governo do Estado ficou de repassar parte dos recursos nesta terça-feira (7/03). “O prefeito informou que o governo não vem cumprindo com a sua parte no pagamento dos salários dos profissionais do Hospital Regional, o que causa muita preocupação”, lamenta Rica Matos.


O presidente da Câmara lembra que o Hospital Regional é fundamental para atender a população de Colíder e da região. “Se não acontecer uma solução definitiva do Estado em relação aos salários e à melhora infraestrutura do hospital, nós vamos formar uma comissão e ir à Cuiabá para conversar frente a frente com o governador Pedro Taques e o secretário estadual de Saúde”, destaca Rica.

Fonte: Assessoria de Imprensa da Câmara de Colíder

ÚLTIMAS NOTÍCIAS