Após flagrante por estupro de sobrinha de 10 anos, tio é impedido de cometer suicídio

Olhar Direto - O suspeito de 32 anos, identificado como Leonardo Marino de Oliveira foi preso em flagrante por estuprar a sobrinha de apenas 10 anos na noite deste sábado (13) em Alto Araguaia. O crime ocorreu na casa da esposa do acusado, a tia da criança. Ela flagrou o marido realizando sexo oral na menina em um quarto da residência onde mora. Após o flagrante, Leonardo tentou suicídio, mas foi impedido pela polícia.

Segundo informações do site Aia3, retiradas do boletim de ocorrência, a criança se dirigiu até a casa da tia para tomar banho, quando encontrou Leonardo na sala da casa assistindo televisão. Ao sair do banho, a menina se dirigiu ao quarto para trocar de roupa e logo em seguida foi abordada nua no cômodo pelo suspeito que a seguiu.

O relato é de que Leonardo se aproximou da criança nua e começou a beija-la, acariciar suas partes íntimas e chegou a iniciar sexo oral, mas foi interrompido pela chegada da esposa no quarto, que ao flagrar o estupro pediu que a menina fosse até a casa do avô.

Quando chegou a casa do avô e relatou o acontecido, ele comunicou a Polícia Militar que se dirigiu ao local. Ao chegar, os policiais encontraram Leonardo no quintal preparando-se para cometer suicídio. Ele estava em cima de uma escada com uma corda envolta no pescoço e amarrada no galho de uma árvore, além de estar em posse de uma faca nas mãos.

Dois policiais iniciaram diálogo com o suspeito, enquanto um terceiro se movimentava por trás para interceptá-lo. Ao perceber a presença do policial, Leonardo pulou da escada, mas foi pego pelo policial. Apesar do hematoma no pescoço, o suicídio foi evitado e ele foi detido e encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil de Alto Araguaia para providências. Atenderam a ocorrência o sargento Mangabeira, cabo Basto e soldados Renato e Ronilson.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS - CONFIRA AQUI