Após tentativa de suicídio, universitária relata que não tem depressão e se diz arrependida

MidiaNews - A estudante de Arquitetura Kedma Oliveira, de 23 anos usou sua página pessoal no Facebook para esclarecer as razões de ter tentado tirar a própria vida. Ela estava desaparecida desde a noite de quinta-feira (03) e foi encontrada na tarde de ontem por pessoas desconhecidas em Chapada dos Guimarães.

Kedma teria tentado se jogar do “Portão do Inferno”, na MT-251 e foi socorrida por um taxista que a levou até o local.

Na publicação, a jovem disse que não tem depressão e que está arrependida por seus atos.

“Eu não tenho depressão, tenho vontade de viver, tenho planos, sonhos, minha filha que tanto amo, meu pai e minha mãe”, afirmou em trecho do texto (veja toda a publicação abaixo).

“Me arrependo, sim, por não ter colocado minha filha em primeiro lugar e não ter pensado na angústia dos meus pais. Me arrependi em quase acabar com minha vida, acabar com tudo, por um momento de angústia, atormento, desespero. Me arrependo de querer acabar com tudo só por não querer sentir aquela dor”, disse.

A estudante ainda afirmou que tentou se jogar várias vezes na frente de carros, mas não teve êxito. Ela agradeceu o taxista Rodrigo Flávio que a impediu de saltar do precipício.

“Inúmeras vezes que me joguei na frente dos carros, nenhuma delas foram bem sucedidas. Desculpa se minha dor parece pequena para vocês que mandam esses comentários. Desculpa se aquele homem que me puxou no momento em que eu iria cometer a pior besteira da minha vida conseguiu me salvar”, afirmou.

Suposta traição da irmã

A jovem ainda confessou ter tentado suicídio após descobrir que a irmã estaria se envolvendo com o ex-marido, pai de sua filha.

“Doeu muito em mim por eu ter uma filha com ele. Tive outra filha que faleceu. Eu tive uma história com ele muito turbulenta e dói eles não terem respeitado isso. Não me respeitaram e me machucou muito. Doeu porque me senti traída por ela, por ser sangue do meu sangue. Por ele não. Não sinto nada por uma pessoa que já tinha me dito ‘que iria pegar ela se desse moral e todas minhas amigas’”, contou.

Kedma disse, ainda que nunca quis toda a repercussão que o caso acabou tendo e pede que as pessoas parem de xingar a irmã na internet.

“Doeu sim, dói ser traída por uma pessoa da sua própria família. Não quis em momento algum toda essa repercussão. Não fiz isso por 'macho'. Não tenho nada com ele. Meus pais não apoiam o que ela fez, mas ela também é filha dos meus pais. Por isso, peço que não procurem ela para xingá-la e muito menos ameaçá-la. Por favor, não façam isso", completou.

Entenda o caso

A família da estudante de Arquitetura Kedma Oliveira, de 23 anos, começou a procura a jovem na noite de quarta, quando ela deixou uma mensagem de despedida em sua página Facebook e desapareceu em Cuiabá.

No texto, ela pedia desculpas aos pais e que cuidasseem de sua filha, de menos de um ano.

“Me desculpa por todas as vezes que fiz vocês chorarem. Prometo que essa será a última. Cuida da Yasmin para mim. Ela é tudo que vai restar de mim”, dizia trecho da publicação.

A jovem ainda dava a entender que o pai de sua filha e a irmã tenham parcela de culpa por seu desaparecimento.

“Não deixe ninguém tirar ela de vocês. Eu quero que ela cresça longe do Maykon e da Esthefanny”, Kedma escreveu.

Segundo amigos e familiares, a jovem saiu de casa dizendo que iria para academia.

O pai de Kedma, Erasmo Marciano de Oliveira, de 48 anos, chegou a recebeu uma ligação durante a madrugada da quinta-feira, em que a pessoa afirmava que a jovem havia tentado se jogar na frente de um carro na Avenida Fernando Corrêa da Costa.

“A mãe de um rapaz me ligou dizendo que o filho tinha visto a minha filha. Disse que ela tentou se jogar na frente do carro dele, mas o rapaz conseguiu desviar e parou o carro para conversar com ela”, disse.

O caso comoveu centenas de pessoas. A postagem de despedida de Kedma em sua rede social teve 12 mil curtidas e mais de 6 mil comentários dando conselhos e torcendo pela jovem.

Leia a íntegra da publicação da estudante:

Eu não tenho depressão, tenho vontade de viver, tenho planos, sonhos, minha filha q tanto amo, meu pai e minha mãe. Doeu sim, dói ser traída por uma pessoa da sua própria família. Não quis em momento algum toda essa repercussão. Não fiz isso por "macho". Não tenho nada com ele. Meus pais não apoiam oq ela fez, mas ela tbm é filha dos meus pais. Por isso eu peço que não procurem ela para xinga-la e muito menos ameaça-la.. por favor não façam isso. Doeu muito em mim por eu ter uma filha com ele .. tive uma outra filha q faleceu, eu tive uma história com ele, muito turbulenta e eles não terem respeitado isso! Não me respeitaram e me machucou muito. Doeu pq me senti traída por ela, por ser sangue do meu sangue, por ele não.. não sinto nada por uma pessoa que já tinha me dito "que iria pegar ela se desse moral e todas minhas amigas"

Me arrependo sim, por não ter colocado minha filha em primeiro lugar e não ter pensado na angústia dos meus pais. Me arrependi em quase acabar com minha vida, acabar com tudo, por um momento de angústia, atormento, desespero, me arrependo de querer acabar com tudo só por não querer sentir aquela dor.

Uma dor que hoje já não significa tanto. Uma dor q senti porque achei errado .. uma coisa que eu jamais esperaria. Ele é meu ex? É! E vai continuar sendo. Mas não tem como ele ser ex Pai. Minha filha chamaria ela de que? De tia ou de Madrasta?

Para as pessoas que estão me julgando... Inúmeras vezes q me joguei na frente dos carros, nenhuma delas foram bem sucedidas. Desculpa se minha dor parece pequena pra vcs que mandam esses comentários. Desculpa se aquele homem q me puxou no momento em que eu iria cometer a pior besteira da minha vida e conseguiu me salvar .. desculpa se não era esse desfecho que vcs queriam. "Quem tenta se matar, não quer morrer, quer apenas se livrar dos problemas". Eu desejo do fundo do meu coração que vcs nunca na vida passe por uma situação que vcs se sinta tão angustiado e atormentado a ponto de ser cabeça "fraca" como me disseram.

Mas quero agradecer a todas as pessoas que tentaram me ajudar de alguma forma, mesmo eu me recusando a falar com tantas pessoas que começaram a me ligar, mandar mensagens.

Meus Deus .. eu queria muito responder a todos vcs...Vcs não me conhece, não sabe nada de mim, mas torceram e oraram para que minha vida não terminasse da forma que eu queria que ela terminasse.

Vocês são uns anjos, vcs não sabem.. mas cada mensagem que eu leio de vcs .. palavras boas, lindas e de Deus tem um efeito na minha vida.

Queria ser amigos de todos vcs. Que tudo de bom que vcs me desejaram, retornem multiplicado em milhões de vezes pra vcs .. quero muito agradecer a todas as pessoas que ligaram para meus pais para acalma-los. Vcs são uns Anjos. Eles acharam que todos vcs eram meus amigos.. mas pra mim já são todos especiais.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS