Gerente é preso por golpe de R$ 15 milhões em empresa de Sinop; Quadrilha agia também em Sorriso e Alta Floresta

HojeNews - Em nova fase da operação Confidere, a Polícia Judiciária Civil prendeu nesta segunda-feira (08) mais um integrante da organização criminosa, desarticulada em março deste ano, e que colaborou com prejuízos milionários a uma empresa do ramo de fabricação e exportação de metal. A prisão do gerente da empresa se deu em cumprimento a mandado de prisão, após representação da autoridade policial.

Ao total, durante os trabalhos da operação “Confidere”, a Polícia Civil realizou o indiciamento de 22 pessoas nas cidades de Sorriso, Sinop, Alta Floresta, Tangará da Serra e Rondonópolis.

Os suspeitos são investigados por crimes como organização criminosa, furto, lavagem de dinheiro, falsa identidade, falsidade ideológica, receptação e sonegação fiscal. Eles já foram inclusive denunciados pelo Ministério Público.

Nesta segunda-feira (08) foi preso pela Polícia Civil o gerente Silvio Cezar Borges Modesto, no município de Sinop. De acordo com o delegado de polícia Bruno Sérgio Magalhães Abreu o suspeito tinha clara ligação com o esquema descoberto na investigação e recebia valores financeiros por atuar na execução das vendas ilícitas.

A operação

Os trabalhos investigativos tiveram início em janeiro deste ano após denúncia da empresa Açometal, sediada em Sinop, por suspeita de prejuízo avaliado em R$ 15 milhões, de que gerentes de alta confiança do estabelecimento estariam desviando materiais, por meio do cancelamento de notas fiscais, fazendo parecer que o material comercializado não tivesse saído do depósito.

A Polícia solicitou o seqüestro de bens da organização criminosa, na ordem de R$ 7 milhões em bens móveis e imóveis.

Durante as buscas efetuadas na operação Confidere foram apreendidos veículos de luxo, como motocicletas e automóveis. As informações são da assessoria da Polícia Civil.,

ÚLTIMAS NOTÍCIAS