Polícia Civil prende grupo acusado de mais de 23 roubos em Várzea Grande

HojeNews - Quatro integrantes de uma quadrilha responsável por pelo menos 23 roubos cometidos no município de Várzea Grande foram autuados em flagrante, na manhã desta terça-feira (30.05), em investigações da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) de Várzea Grande.

Entre os presos estão duas mulheres e um menor apreendido. São eles: Tiago Luiz Gonçalves de Souza, 29, Emanoely da Costa Silva, 18, Carolina Souza de Arruda, 19, foram autuados em flagrante pelos crimes de roubo, associação criminosa e corrupção de menores. O adolescente W.G.S., 17 anos, foi autuado no ato infracional de roubo e associação criminosa.

Os suspeitos foram surpreendidos pelos policiais civis nesta manhã, em via pública, quando estavam à procura de mais um alvo para assaltar. Na ocasião, ao perceberam aproximação dos investigadores, os criminosos tentaram escapar entrando no mato. Mas foram contidos pelo cerco policial.

Os dois últimos roubos cometidos pelo grupo ocorreram na tarde de segunda-feira (29.05). Os bandidos roubaram em um cartório localizado no bairro Capão Grande, e em uma imobiliária, na Passagem da Conceição.

Os alvos da quadrilha eram sempre escritórios de advocacia, consultórios odontológicos, supermercados, salão de beleza e residências.

A quadrilha empregava dois casais nos roubos. As mulheres entravam nos locais para monitorar e em seguida os homens armados invadiam o local rendendo as vítimas. Enquanto um casal dava cobertura e mantinha vigilância do lado de fora, o outro efetuava o assalto.

As investigações identificaram Tiago como o líder do grupo. Ele já possui duas condenações por roubo qualificado, unificada a um mandado de condenação com pena de mais de 10 anos de reclusão.

O suspeito encontrava-se em liberdade desde 2016, sob a condição de fazer uso de tornozeleira eletrônica. No entanto, Tiago conseguiu rompeu a tornozeleira e vinha praticando sucessivos roubos. A suspeita Emanoely havia sido presa em 07 de abril por roubo, e colocada em liberdade no dia 11 de abril condicionada ao regime de prisão domiciliar.

De acordo com a delegada titular Derf-V.G., Elaine Fernandes da Silva, os envolvidos assumiram a autoria de 23 crimes de roubos cometidos somente no último mês. Segundo ela, os investigados não tinham paradeiro fixo, o que dificultou o trabalho da polícia, somente mantinham uma casa no bairro Eliane Gomes, para esconderijo dos produtos roubados.

“O grupo praticou no último sábado o roubo na agência dos Correios do município de Acorizal (62 km ao Norte), e outro roubo no Correios de Nova Mutum (264 km ao Norte), há alguns meses. Os investigados não tinham paradeiro fixo, o que dificultou a ação policial”, comentou a delegada Elaine Fernandes.

Além da confecção dos autos de prisão em flagrante dos suspeitos, a Delegacia Especializada deu cumprimento aos mandados de prisão preventiva em desfavor dos presos.

Com os suspeitos foram apreendidos um notebook, dois aparelhos de DVD, duas armas, celulares, relógios, produtos de higiene pessoal, entre outros. A informação é da assessoria da Polícia Civil.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS