Polícias Civil e Militar prendem em Mato Grosso homem acusado de integrar grupo de justiceiros em São Paulo


HojeNews - Considerado um criminoso de alta periculosidade, Fabiano Ribeiro, 42, foi preso na manhã desta terça-feira (23.05), no município de Novo Santo Antônio (1.063 km a Nordeste de Cuiabá), durante ação integrada da Polícia Civil e Polícia Militar.

O suspeito é foragido do Estado de São Paulo, onde foi acusado de integrar um grupo de “justiceiros”, que praticou crimes bárbaros. Entre eles está a morte de um jovem que foi torturado e executado. A vítima teve os dentes quebrados e foi queimada viva.

As Polícias levantaram que Fabiano Ribeiro tem várias passagens criminais e estava com dois mandados de prisão em aberto, ambos decretados pela Comarca de São Paulo (SP), sendo um por crime de homicídio e outro por prestação de serviços a comunidade.

De acordo com os investigadores, o suspeito chamou a atenção por manter uma rotina de reclusão em sua residência, no centro da cidade. Ele era conhecido na região como “Juca da linguiça” e morava há 2 anos e 4 meses no município.

Conforme levantamentos, o homem não possuía emprego fixo e, no entanto, desfrutava de um alto padrão econômico em Novo Santo Antônio. Diante das suspeitas, foram realizadas diligências sobre a vida pregressa do investigado, sendo constatadas as duas ordens judiciais de prisão contra ele.

A prisão do foragido foi realizada pelos investigadores da Polícia Civil integrados com os policiais militares, depois de vigilância montada nas proximidades da casa de Fabiano. Ele foi preso logo que avistado fora da casa. A informação é da assessoria da Polícia Civil.




ÚLTIMAS NOTÍCIAS