Vereadores de Colíder e moradores participam da caminhada pelo combate ao abuso e à exploração sexual de crianças e adolescentes

Os vereadores Alencar Pereira (DEM), Dóris Sguizardi (DEM), Ruam Batista (PTB), Denny Serafini (Pros) e Zé Moreira (PSD) participaram na manhã desta quinta-feira, 18 de maio, de uma caminhada pelo Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. A iniciativa foi coordenada pelo Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) e pela Secretaria Municipal de Assistência Social.

Centenas de moradores se mobilizaram próximo ao antigo Posto Minuano e caminharam pela avenida Marechal Rondon até a Igreja Católica, no centro da cidade. O objetivo do evento, segundo a coordenadora do Creas, Aguida Aparecida da Silva Cazelato, foi reafirmar a importância de se denunciar e responsabilizar os autores de violência sexual contra a população infanto-juvenil.


A vereadora Dóris diz que ficou satisfeita com a participação das pessoas de Colíder. “Além dos vereadores, o prefeito, secretários, a juíza Giselda Regina e a comunidade marcaram presença. Ao longo do trajeto, empresários e funcionários do comércio se manifestaram e deixaram mensagens a favor da proteção às nossas crianças. Isso mostra que a população de Colíder está engajada na luta contra a violência da qual muitas crianças ainda são vítimas diariamente”.

REFORÇAR A PROTEÇÃO
Para o vereador Zé Moreira, a caminhada foi fundamental para chamar a atenção das pessoas e das autoridades de que a criança e o adolescente precisam da proteção da sociedade. “E esta caminhada serve como um alerta para que as pessoas que tenham conhecimento desse tipo de violência denunciem os casos às autoridades e que possam se somar ao Creas, à Secretaria de Ação Social e ao poder público para ações efetivas de combate à exploração sexual da criança e do adolescente”.

O vereador Alencar Pereira ressalta a importância do olhar diferenciado voltado para a criança, especialmente àquelas vítimas de abuso sexual. “Porque quando se fala em criança e adolescente, se fala do futuro do país, de Mato Grosso e da nossa cidade de Colíder. Precisamos proteger os nossos filhos, reforçando os seus direitos à uma vida segura, longe da violência”, assegura.


Ruam Batista, que sempre trabalhou em defesa das causas sociais e contra as injustiças, lembra que é importante incrementar a rede de proteção em defesa da criança em Colíder, inclusive nas escolas. “A proteção à criança e ao adolescente começa na base, nas creches, no ensino básico. Essa rede funcionando bem minimiza as dores”, comenta o vereador.

A DATA

No dia 18 de maio de 1973, uma menina de 8 anos foi sequestrada, violentada e cruelmente assassinada no Espirito Santo. Seu corpo apareceu seis dias depois carbonizado e os seus agressores, jovens de classe média alta, nunca foram punidos.

A data ficou instituída como o “Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes” a partir da aprovação da Lei Federal nº. 9.970/2000.

O ‘Caso Araceli’, como ficou conhecido, ocorreu há quase 40 anos, mas, infelizmente, situações absurdas como essa ainda se repetem.

DENÚNCIAS

No Brasil o “Disque 100”, criado pela Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, é um serviço de recebimento, encaminhamento e monitoramento de denúncias de violência contra crianças e adolescentes. A denúncia também pode ser feita pelo endereço eletrônico: disquedenuncia@sedh.gov.br.

Em Colíder, além dos fones (66) 3541-2802 e 99927-2524, qualquer situação anormal referente à criança pode ser encaminhada pelo e-mail creascolider@hotmail.com. As denúncias também podem ser feitas às polícias Civil e Militar ou ao Conselho Municipal da Criança e do Adolescente. (FOTOS: Lázaro Nunes – Assessoria da Prefeitura)

Fonte: Assessoria de Imprensa da Câmara de Colíder

ÚLTIMAS NOTÍCIAS - CONFIRA AQUI