Duas pessoas acusadas de incendiar florestas em Aripuanã são presas em flagrante

Duas pessoas envolvidas em crime ambiental de provocar incêndio em mata ou floresta foram presas em flagrante pela Polícia Civil em Aripuanã (1.002 km a Noroeste de Cuiabá).

Os suspeitos, W.A.S., 18, e A.F.S., 28, foram flagrados após a equipe de investigadores da Delegacia de Aripuanã receber a notícias de que duas pessoas intencionalmente atearam fogo no local conhecido com “Mirante do Preguinho”, próximo ao Rio Aripuanã.

Os policiais se deslocaram até a região onde constataram que o fogo se alastrava e consumia parte da floresta, causando a destruição da vegetação de encostas e mata ciliar, assim como causando riscos aos animais da floresta. 

Foi necessário que o proprietário da região acionasse um caminhão-pipa da cidade para conter as chamas.

Os dois causadores do incêndio foram detidos pelos policiais e encaminhados a Delegacia de Aripuanã, onde foram autuados em flagrante no artigo 41 da lei 9605/98 (Lei de Crimes Ambientais). O delegado, Alexandre da Silva Nazareth, arbitrou a fiança de R$ 9.370,00 para cada um dos acusados.

“É preciso que os envolvidos tenham consciência das proporções catastróficas advindas de seus atos criminosos. Pois não é só um caso de saúde pública, mas de sobrevivência das formas de vida do planeta”, destacou o delegado. A informação é da assessoria da PCJ.



ÚLTIMAS NOTÍCIAS