Ex-marido e casal são presos por sequestro e morte de mulher em Lucas do Rio Verde

Três pessoas envolvidas na morte de uma usuária de drogas em Lucas do Rio Verde (354 km ao Norte) foram presas pela Polícia Civil, na terça-feira (28.06). Os acusados, Deuzinei Pires de Oliveira, 25, Gilberto Pereira de Souza, 45 e Madalena Pires da Silveira, 43, responderão pelos crimes de sequestro e cárcere privado, homicídio doloso e ocultação de cadáver. O crime tem motivação passional, uma vez que Gilberto teve um breve relacionamento com a vítima.

As investigações do crime que vitimou Cleide Vanda Félix dos Santos, 40, iniciaram no dia 10 de junho, quando uma amiga da vítima procurou a Delegacia de Lucas do Rio Verde para denunciar o sequestro da colega. A comunicante relatou que a amiga era usuária de drogas e que na noite anterior ao registro da ocorrência (09 de junho), a vítima saía da lanchonete dela para ir para casa, quando foi surpreendida por dois homens em um carro de cor preta, que a colocaram a força dentro do veículo.

A testemunha morava com a vítima e também é dona da lanchonete onde ela foi vista pela última vez. Ela contou que em outras ocasiões já viu veículos suspeitos rondando o seu estabelecimento, mas que desconhecia o fato de que a vítima tivesse dívidas com alguém.

Durante as investigações, os policiais de Lucas do Rio Verde identificaram o filho de Madalena, Deuzinei Pires de Oliveira como um dos envolvidos no crime. O suspeito teve o mandado de prisão temporária expedido pela Justiça, após representação do delegado Daniel Santos Nery, sendo a ordem judicial cumprida na terça-feira (27), em ação conjunta da Polícia Civil de Lucas do Rio Verde com apoio da Polícia Militar de Nova Mutum.

Em continuidade as diligências, Gilberto e Madalena foram identificados pela equipe de investigadores como os demais envolvidos no crime. Os suspeitos foram detidos e encaminhados para a Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de (Derf) de Nova Mutum. Em depoimento, o casal confessou o crime e deu detalhes da execução. O crime foi motivado pelo fato de Gilberto ter tido um curto relacionamento com Cleide. Apesar do pouco tempo que ficaram juntos (cerca de 15 dias), ele chegou a deixar a família para ficar com a vitima, fato que não era aceito por Madalena.

Conforme Gilberto, após colocar Cleide a força no veículo, eles seguiram por uma estrada de chão e ao chegarem próximo a uma mata, desceram do veículo e executaram a vítima com vários golpes de facão contra o abdômen e o pescoço. O corpo foi arrastado para dentro da mata e o facão jogado nas proximidades do crime. O suspeito alegou que a vítima chegou a mandar uns rapazes em sua residência, com intuito de matá-lo e na ocasião a sua mulher, Madalena, foi agredida.

Após ser interrogado, os suspeitos levaram os policiais até o local, onde estava o corpo da vítima e o facão utilizado no crime. A informação é da assessoria da PCJ.



ÚLTIMAS NOTÍCIAS