Motorista de caminhão que atropelou e matou dois índios em Mato Grosso é detido e diz que fugiu por medo

A Polícia Judiciária Civil identificou o motorista do caminhão que atropelou três indígenas na Rodovia MT-170, no município de Brasnorte (579 Km a Noroeste). João Carlos de Oliveira Faria, 55, foi localizado em uma oficina mecânica em Pontes e Lacerda (448 km a Oeste), onde faria o conserto do caminhão danificado em decorrência do acidente.

O atropelamento aconteceu na noite da última terça-feira (13.06), a 75 quilômetros de Brasnorte, no trecho de acesso à cidade de Juína (735 km a Noroeste). A motocicleta em que estavam os três índios da etnia Rikbaktsa foi atingida pelo caminhão da marca Iveco, conduzido pelo suspeito.

O motorista não prestou socorro e fugiu do local do acidente. Duas vítimas do atropelamento não resistiram aos ferimentos e morreram, uma delas no local do atropelamento. A terceira vítima permanece internada em estado grave.

Através dos destroços do veículo encontrados ao longo da rodovia foi possível identificar o caminhão como sendo de Pontes e Lacerda. Em diligências na cidade, policiais localizaram o veículo em uma oficina mecânica em que seria realizado o seu conserto. Questionado, João Carlos disse que fugiu por medo de uma reação da população indígena e que foi aconselhado por populares que estavam no local do acidente.

O caminhão passará por perícia e o suspeito será ouvido na tarde desta terça-feira (20), na Delegacia de Pontes e Lacerda. Os trabalhos serão encaminhados à Delegacia de Brasnorte, responsável pelo inquérito policial que investiga o caso.




ÚLTIMAS NOTÍCIAS