Após pagar fiança de R$ 5 mil, jogador do Luverdense é solto; ele é acusado de estelionato

O jogador Diogo Henrique Sodré, 26 anos, do Luverdense Esporte Clube, foi solto na manhã desta sexta-feira (14), após pagar fiança no valor de R$ 5 mil.

O meia do Luverdense estava preso (LEIA AQUI) desde a noite de quinta-feira (13) na Delegacia de Repreensão a Roubos e Furtos de Veículos da Capital (Derfva), acusado de ter cometido estelionato.

Ele foi preso dentro de um hotel, no Bairro Bandeirantes, em Cuiabá.

O jogador estava com um veículo Volvo prata, que foi roubado no Estado do Paraná. O carro é avaliado em R$ 350 mil.

Conforme o BO, os policiais receberam a informação de que o carro estava no estacionamento do hotel. No local, a recepcionista afirmou que o veículo era de propriedade do jogador.

Diogo Sodré se apresentou como dono do carro e afirmou que o comprou, em janeiro deste ano, de uma pessoa em Curitiba (PR), por R$ 50 mil.

Ele ainda disse que pagaria o restante do valor depois, sem especificar uma data.

Os policiais, então, ligaram para o suposto vendedor, que disse ter comprado o veículo de uma outra pessoa.

O atleta foi detido e levado para a Derfva de Cuiabá. O Luverdense E. C. é o representante de Mato Grosso na Série B do Campeonato Brasileiro 2017.

O clube tem sede na cidade de Lucas do Rio Verde (354 km ao Norte de Cuiabá)

Outro lado

O presidente do Luverdense, Helmut Laswich, informou que soube, na madrugada de hoje, da prisão do jogador, e que só se pronunciará a respeito após tomar conhecimento dos fatos.

Ele disse que o atleta está na capital mato-grossense para tratar de uma lesão no tornozelo, que sofreu no começo de 2017.

Fonte: Mídia News




ÚLTIMAS NOTÍCIAS