PM que matou homem que pediu para dançar com a mulher dele é condenado

Um policial militar Welliton Pinheiro da Silva, de 35 anos, foi condenado a seis anos de prisão por assassinar um homem que havia pedido para dançar com a mulher dele durante um show em Cuiabá.

O evento era realizado no de uma universidade, em Cuiabá, no ano de 2009. De acordo com a sentença, ele deve cumprir a pena inicialmente em regime semiaberto.

Welliton foi julgado no Tribunal do Júri, em sessão presidida pela juíza Mônica Catarina Perri Siqueira, da 1ª Vara Criminal de Cuiabá, na sexta-feira (14).

Segundo a sentença, o policial foi condenado a seis anos e seis meses de prisão, inicialmente em regime semiaberto, pelo homicídio. Ele também foi condenado a perda do função pública.

O crime aconteceu em 2009, quando a vítima e o PM estavam em um show. De acordo com a denúncia, na ocasião, a vítima teria convidado a mulher do policial para dançar. Ela, porém, negou o pedido.

O homem, no entanto, teria insistido. O policial, que estava armado no evento, sacou a arma a atirou à queima roupa contra a vítima. Em seguida, ele se entregou aos policiais que estavam no local. A arma também foi apreendida.

"A culpabilidade do réu ultrapassa a normalidade do tipo penal, em face da sua condição de agente de segurança pública. Em que pese à permissão legal do porte de arma de fogo a policias militares, mesmo fora de serviço, não é razoável que Welliton tenha se dirigido armado até um show musical, ambiente repleto de pessoas em potencial estado de embriaguez", diz trecho da decisão.

Redação: G1 MT




ÚLTIMAS NOTÍCIAS