Polícia flagra área de desmate ilegal em sítio MT; proprietário é conduzido para a Delegacia

A  Polícia Militar Ambiental aprendeu 42 peças de madeira da espécie aroeira, espécie cujo corte é proibido, em um sítio localizado em uma zona rural do Município de Alto Araguaia às Margens esquerda do Rio Araguainha. Além disso, foram constatados três hectares de área desmatada.

O proprietário da área, Joaquim Dias de Freitas, 62 anos, relatou aos militares que o local desmatado era arrendado para o sobrinho de sua esposa, entretanto assumiu ter ciência que o mesmo iria realizar desmate. O suspeito foi apresentado na delegacia de Alto Araguaia.


Ainda no local, durante vistoria realizada em um barraco, foram localizados uma espingarda tipo cartucheira calibre 28, sem marca legível, juntamente com oito cartuchos do mesmo calibre intactos, sendo três de metal e um tubo de pólvora, um tubo de chumbo e um contendo espoletas. 


Ao ser indagado, Joaquim Dias de Freitas informou que as pessoas que estavam acampadas em citado barraco, estavam trabalhando na fazenda vizinha. Ao se deslocarem para o local citado, os militares encontraram o senhor Elizângelo de Souza Silva, que assumiu que a espingarda é de propriedade de um amigo e estava em sua responsabilidade.

Ainda na fiscalização, foram apreendidos três motosserras, que estavam desacompanhados da licença de transporte e uso, todos materiais de propriedade de Elisângelo. Diante dos fatos apresentamos, ele foi conduzido até a delegacia de Alto Araguaia. (A informação é da assessoria da Polícia Civil. Colaborou Josemar Santos.




ÚLTIMAS NOTÍCIAS