Polícia prende sete pessoas por furto de seis caminhonetes em hotel de Mato Grosso; veículos foram levados para a Bolívia

Cinco pessoas suspeitas do furto qualificado de seis veículos no Hotel Gran Odara, em Cuiabá, foram presas e dois menores foram apreendidos, na noite desta terça-feira (04.07). As prisões e apreensões são resultados de uma ação rápida e integrada entre a Delegacia de Roubos e Furtos de Veículos de Cuiabá (Derfva), Delegacia de Fronteira (Defron) de Cáceres, Polícia Militar de Cáceres, Grupo Especial de Segurança na Fronteira (Gefron) e Diretoria de Inteligência da Polícia Civil de Cuiabá.

A ação criminosa ocorreu durante a madrugada de quarta-feira. Tão logo o furto foi comunicado, a polícia iniciou a busca aos criminosos.

Os primeiros suspeitos foram encontrados durante uma abordagem dos policiais do Gefron na antiga barreira do Limão, na BR-070, por volta das 11 horas. Quatro pessoas, sendo dois homens e uma mulher, retornavam de San Matías, na Bolívia, em um táxi conduzido por um boliviano.

Conforme os policiais do Gefron, as pessoas apresentaram contradições nas histórias relatadas durante a abordagem, porém, nada ilícito foi encontrado.

As informações e características das pessoas foram repassadas aos policiais da Gerência de Investigações Gerais da Delegacia Regional de Cáceres, que compararam as imagens das pessoas abordadas com as pessoas que aparecem nas filmagens do circuito interno de segurança do hotel.

Durante análise das imagens fornecidas, os policiais identificaram que a mulher que estava dentro do táxi abordado era Silvania Maria Alves, de 34 anos, moradora de Cáceres, e seria uma das suspeitas do furto dos veículos.

As equipes da Polícia Civil e da Polícia Militar se deslocaram até a casa dela, no município, onde também encontraram mais três pessoas: Josue Lucas Silva Correia, de 21 anos, e dois menores, um de 14 e outro de 15 anos. Todos haviam sido abordados junto com Silvania durante a barreira do Gefron, na BR-070.

Ao serem questionados sobre os fatos investigados, os adolescentes confirmaram que estavam envolvidos no furto dos veículos em Cuiabá, e que teriam recebido R$ 5 mil para levarem as caminhonetes até a uma mulher, na Bolívia.

Dentro da casa, os policiais apreenderam um carrinho de bebê e um bebê conforto, que teriam sido retirados de uma das caminhonetes furtadas.

O quinto integrante da quadrilha, Julio Cesar Carniel de Andrade, de 30 anos, foi preso pelo Gefron e possuía mandado de prisão em aberto. A sexta pessoa, Lorenz Arruda Ribeiro, de 26 anos, foi presa enquanto aguardava um ônibus no terminal rodoviário de Cáceres.

O sétimo suspeito foi preso na madrugada desta quarta-feira (05.07), pelos policiais da Delegacia de Roubos e Furtos de Veículos de Cuiabá (Derfva). Douglas Simões de Souza estava em casa, no bairro Parque da Boa Vista, em Várzea Grande.

Além das prisões, os policiais também apreenderam seis peças de roupa, um notebook, dois óculos de sol, quatro aparelhos celulares e um capacete. Os pertences foram retirados de dentro dos veículos furtados.

O delegado titular da Delegacia de Roubos e Furtos de Veículos de Cuiabá (Derfva), Vitor Hugo Bruzulato Teixeira, que iniciou os procedimentos investigativos, destacou a integração entre as forças como fator primordial para a identificação e prisão dos suspeitos.

“Foi um trabalho que só deu certo graças à integração entre as forças de segurança. Sabemos que, em virtude da proximidade que Mato Grosso tem com a Bolívia, muitos veículos são visados para troca em drogas e armas”, destacou o delegado.

Bruzulato disse ainda que, apesar da demora do hotel na comunicação do fato às autoridades policiais, o trabalho intenso de investigação com apoio da Inteligência conseguiu identificar, de forma rápida, as autorias do crime, resultando na prisão dos suspeitos.

“As organizações criminosas vêm se aperfeiçoando cada vez mais no crime, por isso é tão importante o trabalho integrado e de Inteligência”, disse.

O delegado reforçou ainda que as investigações continuam no sentido de identificar os demais participantes do furto e recuperar os veículos, que já foram levados para a Bolívia. A informação é da assessoria da Policia Civil.

As placas das caminhonetes são:

1) QHK-0405: Toyota/Hillux SW4, cor branca, ano 2015;

2) OBI-6379: Toyota/Hillux SW4, cor branca, ano 2012;

3) OBB-9003: Toyota/Hillux SW4, cor prata, ano 2013;

4) QBI-4846: Chevrolet/S-10 LTZ, cor branca, ano 2014;

5) FKN-7659: VW/Amarok, cor prata, ano 2013/2014;

6) Zero Km (Sem placa): Toyota/ Hillux, cor branca, ano 2017/2017, chassi 8AJBA3CD6H1594300.





ÚLTIMAS NOTÍCIAS