NOTÍCIAS

Empresário é encontrado morto em estrada em Mato Grosso e 5 suspeitos são detidos com o carro da vítima em hotel

Um empresário que estava desaparecido foi encontrado morto nesta terça-feira (15) em Nova Mutum, a 269 km de Cuiabá. De acordo com a Polícia Civil, a vítima, identificada como Alaércio Teixeira da Silva Oliveira, foi morto e teve o carro e bens roubados por assaltantes. Ele morava em Diamantino, a 209 km da capital, onde estava desaparecido desde sábado (12). Cinco pessoas foram detidas.

Alaércio teve a cabeça esmagada e foi agredido por golpes de barra de ferro e foice. Três pessoas foram presas e dois adolescentes foram detidos suspeitos de matarem o empresário para cometer o assalto. O G1 não localizou a família da vítima.

Segundo a delegada Angelina de Andrade, da Polícia Civil de Nova Mutum, foram presos dois homens, de 46 e 21 anos, uma jovem, de 21 anos, além de dois adolescentes, sendo um menino de 16 anos e uma garota de 17.

O adolescente de 16 anos é funcionário do empresário. “Esse empresário tinha uma oficina mecânica em Diamantino. Surgiu a informação de que o carro tinha desaparecido e estava rodando em Nova Mutum. Encontramos o veículo estacionado na cidade e descobrimos que os ocupantes [desse carro] estavam [hospedados] no hotel”, disse Angelina ao G1.

Os adultos e os adolescentes confirmaram que abordaram o empresário em Diamantino e cometeram o homicídio para levar o carro dele, os cartões de crédito e uma quantia em dinheiro. Alaércio foi assassinado no mesmo dia em que desapareceu, conforme informou a delegada.

“O adolescente [de 16 anos] disse que matou o empresário, mas as versões dos outros suspeitos foram contraditórias. Foram duas pessoas que o atacaram: o adolescente e o adulto [de 21 anos] e os outros três suspeitos ocultaram [o corpo da vítima]”, completou a delegada.

O empresário teve a cabeça esmagada pelos criminosos. “O adolescente alegou que ele [o empresário] estava mexendo com a namorada dele, mas, na verdade, eles queriam os bens da vítima. Eles roubaram o veículo e gastaram o dinheiro e cartão de crédito dele”, pontuou Angelina.

Os assaltantes, depois de matarem o empresário, amarraram os braços e pernas da vítima, enrolaram o corpo dele em um lençol, e deixaram o corpo às margens de um matagal em Diamantino. O grupo foi encaminhado para a delegacia municipal de Nova Mutum. O caso será encaminhado para a Delegacia de Roubos e Furtos (Derf).

Fonte: G1 MT