NOTÍCIAS

Morre no Paraguai empresário que estuprou e matou uma menina de 6 anos em Lucas do Rio Verde

O empresário Santo Martinello, condenado pelo estupro e assassinato de uma menina de apenas seis anos em Lucas do Rio Verde (354 km ao Norte de Cuiabá), teve a morte confirmada pela Polícia Federal do Paraguai.

O crime aconteceu em junho de 2001 e ganhou repercussão nacional pela brutalidade como aconteceu.

Martinello estava foragido há mais de 12 anos e era procurado pela Organização Internacional de Polícia Criminal (Interpol).

Conforme um documento expedido pela da PF paraguaia, o empresário morreu em janeiro, aos 60 anos, em decorrência de um câncer maligno.

Ainda de acordo com o documento, o corpo foi encontrado dentro de sua casa, onde morava com a esposa, na cidade de Hernandarias.

O crime

Santo Martinello era patrão dos pais da vítima, em uma chácara em Lucas do Rio Verde, onde aconteceu o estupro e o homicídio.

Depois de violentar sexualmente a criança, o empresário a matou sufocando, além de golpeá-la no pescoço usando uma faca de cozinha.

Na época do crime, o empresário foi preso, mas ficou apenas seis meses na cadeia. Ele teve a prisão revogada, deixou a cadeia e nunca mais foi encontrado.

Em 2015, mesmo foragido, Martinello foi condenado à revelia a uma pena de 31 anos de prisão em regime fechado, pelo estupro e morte da criança.

O homem era considerado um dos criminosos mais procurados do País, inclusive pela Interpol.

Fonte: MidiaNews