NOTÍCIAS

Vereador Adenilson Rocha cobra respostas da CPI das Águas de Sinop

Como estão os trabalhos da Comissão Parlamentar de Inquéritos (CPI) que investiga a empresa ‘Águas de Sinop’? Este questionamento está na cabeça de muitos munícipes e uma resposta da comissão foi cobrada pelo vereador Adenilson Rocha (PSDB) na última sessão da Câmara dos vereadores realizada na segunda-feira (28).

Rocha questionou o vereador Tony, presidente da CPI. “Precisamos retomar o assunto das Águas de Sinop. Estamos sendo cobrados sobre os trabalhos da CPI e precisamos dar uma resposta a população, não apenas recolher medidores, mas analisar o contrato de concessão. Acredito que deva ter algo de errado, pois em várias outras cidades está acontecendo CPI’s. E precisamos dar uma resposta, urgente para nossa sociedade.”, disse Adenilson.

O vereador já havia questionado os trabalhos da comissão referentes a oitivas. “Aconteceram sim reuniões fechadas, onde meus assessores tiveram que sair da sala. Eu disse ao Tony que as reuniões tinham que ser em horários que todos pudessem ir. A CPI tem que ser pública, não pode ter a interferência, mas não estava acontecendo isso, aí pedimos a reconvocação da última reunião. Eu já tinha orientado o presidente de que tudo teria que ser aberto”, relatou Rocha.

“A CPI é um meio de investigação para esclarecer as ansiedades da população, não podem ser feitas reuniões às escuras, sem a devida publicidade, ou até mesmo sem a oportunidade de participação da imprensa e de parlamentares. Não vamos deixar essa CPI virar Pizza”, finalizou Adenilson.

A CPI foi aberta no mês de abril deste ano e tem o prazo de 120 dias, prorrogável por mais 60 dias, para conclusão dos trabalhos. As secretarias Legislativa e Jurídica da Câmara devem prestar assessoramento e, junto com a Mesa Diretora da Casa, atendimento preferencial às providências solicitadas pela Comissão.

Fonte: Assessoria