NOTÍCIAS

Vereadora Dóris enaltece atuação do vereador Marquinhos contra extinção do Incra em Colíder

Durante a sessão ordinária de segunda-feira (28.08) na Câmara Municipal, a vereadora Dóris Sguizardi (DEM) destacou em seu discurso na tribuna a atuação do vereador Marcos Aragão, o Marquinhos (PSD), contra o fechamento da unidade avançada de Colíder do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), conforme determina a portaria 426, de 13 de julho de 2017, assinada pelo presidente nacional da entidade Leonardo Góes Silva.

Dóris enalteceu, principalmente, a audiência pública sobre o tema realizada no dia 21 de agosto, no auditório da Câmara de Colíder e que reuniu prefeitos, vereadores, autoridades, agricultores e produtores familiares de toda a região. “Foi muito produtiva. E o mérito é todo seu [do vereador Marquinhos] pelo sucesso alcançado por essa audiência”, pontua.

“Meus sinceros parabéns e o meu reconhecimento pelo seu trabalho e pela sua iniciativa. Com certeza, saiu daqui um documento muito consistente para que o nosso Incra permaneça em nossa cidade”, acrescenta Dóris Sguizardi.

PORTARIA 426

A portaria 426 determina a extinção da unidade “ficando suas atribuições transferidas para Peixoto de Azevedo, com sede no município de Guarantã do Norte”, e “criar a Unidade Avançada Noroeste de Mato Grosso, com sede no município de Colniza”.

Se a decisão for confirmada, as famílias de pequenos agricultores de 53 projetos de assentamentos em 22 municípios da região de Colíder serão penalizadas, pois terão dificultado o acesso ao atendimento adequado do Incra, já que a unidade de Peixoto de Azevedo aumenta significativamente as distâncias em relação à maioria dos municípios. Os proprietários rurais da região também temem o entrave da reforma agrária na região.

Nos próximos dias, Marquinhos viajará à Brasília para entregar a Leonardo Góes Silva o relatório final da audiência pública e dezenas de ofícios de Câmara de Vereadores, de prefeitos, entidades e lideranças pedindo a permanência do Incra em Colíder.

Fonte: Assessoria de Imprensa da Câmara de Colíder