NOTÍCIAS

Mulher é presa por ajudar quadrilha que tentou arrombar caixas em prefeitura em MT

Em investigações da tentativa de explosão a dois caixas eletrônicos instalados nas dependências da Prefeitura de Tangará da Serra (239 km a Médio-Norte de Cuiabá), na madrugada de segunda-feira (04), a Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO) identificou três membros da ação criminosa e recuperou o restante das munições de calibre restrito utilizada pelos bandidos.

Na noite de segunda-feira (4), policiais da 15ª Companhia de Força Tática a Polícia Militar de Várzea Grande (2º Comando Regional), prenderam Ewerton Rodrigues de Lima, 39 anos, e com ele apreenderam cinco ‘bananas’ de emulsão explosiva, 34 munições calibre 5,56 e duas de espingarda 12, além de R$ 29 mil em notas de R$ 50 manchadas de tinta avermelhada.

O suspeito foi interrogado nesta terça-feira (5) no GCCO e acabou revelando que o restante das munições estava em Várzea Grande, em uma casa, no bairro Guia. No local foram apreendidas 8 munições calibre 762 e presa Daiana Aparecida Souza Ribeiro, 30, moradora da cidade de Lucas do Rio Verde, que estava ali para dar apoio a quadrilha de Ewerton.

A mulher foi autuada em flagrante por posse ilegal de arma de munição de uso restrito e posse de duas porções de substância entorpecente, encontradas em sua bolsa.

Durante interrogatório, o suspeito Ewerton apontou outros dois integrantes do grupo criminoso, tratando-se de Baltazar Leandro Pereira e Jacson de Jesus. Os dois criminosos estão com mandados de prisão, sendo Jacson com ordem de prisão expedida em 2013 pela 5ª Vara Criminal de Várzea Grande e Baltazar, com dois mandados datados de março e maio de 2017, decretados pela 7ª Vara Criminal de Cuiabá.

O delegado Diogo Santana, informou que Baltazar já foi investigado pela Gerência de Combate ao Crime Organizado, juntamente com a Diretoria de Inteligência, durante a operação Grená, que identificou diversos membros de uma organização criminosa que atua de dentro de presídios ordenando crimes do lado fora.

Os dois criminosos estão foragidos.

O Roubo


Na madrugada de segunda-feira (04), seis homens na posse de armas longas e pistolas tentaram explodir dois caixas eletrônicos do Banco Bradesco e Caixa Econômica Federal, instalados no prédio da Prefeitura de Tangará da Serra.

Três vigilantes foram rendidos e mediante grave ameaça e violência física contra um deles, os criminosos roubaram R$ 1mil, celulares, um revólver calibre 38 carregado, um colete balístico, materiais da empresa de segurança. Após, as vítimas foram colocadas no corredor, enquanto os assaltantes tentavam arrombar o caixa eletrônico, com uso de explosivos. Os criminosos não obtiveram êxito e fugiram levando a chave de dois veículos da Prefeitura.

Policiais do Esquadrão de Bombas do Bope foram acionados para averiguação e retirada de artefatos explosivos deixados dentro dos caixas eletrônicos. A informação é da assessoria da Polícia Civil.